Laboratório Pop

‘A favorita’ destrona concorrência no Bafta

9 jan 2019 / Sem comentários / em Cinema

Olivia Colman é a Rainha Anne, monarca às voltas com dores de gota em A Favorita

Rodrigo Fonseca
Deu “A favorita” na cabeça na lista de indicações para o Bafta, o Oscar inglês: ele concorre el 13 frentes, liderando a corrida.  Há cerca de sete meses, quando fez sua primeira triagem dos possíveis candidatos ao Oscar 2019, o site americano “Awards Daily”, referência mundial em premiações de cinema, elencou “The favourite” do grego Yorgos Lanthimos, como um potencial destaque na briga pela estatueta de Hollywood. Editora desse portal eletrônico, a crítica Sasha Stone apostou que o Festival de Veneza estava seco por este picante e irônico ensaio sobre desejos e vaidades na corte da Inglaterra do século XVIII. Essa segunda parte da afirmação do site já se confirmou, sublinhada por quilos de aplausos conquistados, no Lido, pelo novo longa-metragem do realizador de “O Lagosta” (2015) e ‘O sacrifício do cervo sagrado” (2017), que saiu de lá com a Copa Volpi de Melhor Atriz para Olivia Colman e o Grande Prêmio do Júri, sob a presidência de Guillermo Del Toro. Agora, a previsão de Sasha acerca do sucesso do filme na próxima festa da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas Hollywoodianas concretiza-se dia a dia.

Concedido desde 1949 pela British Academy of Film and Television Arts, o Bafta será entregue no dia 10 de fevereiro no Royal Albert Hall, em Londres, tendo essa prata da casa talhada com metal grego como sua aposta. No domingo, o longa-metragem rendeu o Globo de Ouro de melhor atriz de comédia para Olivia (aclamada pela série “The Crown”). Seu desempenho, no papel da Rainha Anne, monarca do século XVIII, com dores de gota e calores afetivos por duas amantes (Rachel Weisz e Emma Stone), é um ímã de elogios. Nos calcanhares de Lanthimos (diretor nascido na Grécia, aclamado por “O Lagosta”, de 2015), estão “Nasce uma estrela”, “Roma”, “Bohemian Rhapsody” e “O primeiro homem”, que têm sete indicações cada. Líder de indicações no Globo de Ouro, a sátira política “Vice” concorre a seis prêmios, seguido por “Infiltrado na Klan”, de Spike Lee, com cinco indicações.

“Como eu nunca tinha feito um filme de época, a chance de contar uma história sobre a Corte inglesa, filmando em Londres, soou muito atraente. É um enredo que me permite retratar toda a complexidade do universo feminino”, diz Lanthimos em resposta ao Laboratório Pop.  “Filmei em locações reais, onde o trabalho era extrair o peso do passado, o excesso do simbolismo da memória”.

Há um clima de “Ligações perigosas” (1988), de Stephen Frears, em “The favourite”. Assim como há um toque de “Amadeus” (1984), de Milos Forman, nesta elegante produção que põe Elton John pra tocar onde menos se espera – e funciona. Seu roteiro narra uma série de intrigas nas quais a adoentada Rainha Anne (Olivia Colman, hilária), no auge de uma crise de gota, envolve-se ao mexer com o coração e a vaidade de duas mulheres. A nobre Lady Sarah (Rachel Weisz, numa atuação memorável) e a aia Abigail (Emma Stone) vão dividir a cama da monarca, bagunçando a Corte e os jogos de Poder numa nação em conflito. Há uma relação lésbica entre elas retratada sem qualquer medo de tabus históricos. “Eu era a única americana no elenco central do filme e me deram um papel em que as falas são raras. E isso foi ótimo pra mim”, disse Emma a Veneza, de onde saiu premiada em 2016 por “La La Land – Cantando estações”. “É muito bom defender uma figura que obriga a plateia a prestar atenção no que se passa para além do que se diz”.

Confira a lista de indicados:

Melhor filme:

– “A Favorita”;

– “Infiltrado na Klan” (na foto);

– “Nasce Uma Estrela”;

– “Roma”;

– “Green Book: O Guia” (Green Book – 2018).

Melhor filme britânico (Alexander Korda Award):

– “Bohemian Rhapsody”;

– “Beast” (Idem – 2018);

– “A Favorita”;

– “McQueen” (Idem – 2018);

– “Stan & Ollie” (Idem – 2018);

– “Você Nunca Esteve Realmente Aqui” (You Were Never Really Here – 2018).

Melhor direção (David Lean Award):

– Spike Lee – “Infiltrado na Klan”;

– Bradley Cooper – “Nasce Uma Estrela”;

– Yorgos Lanthimos – “A Favorita”;

– Alfonso Cuarón – “Roma”;

– Paweł Pawlikowski – “Guerra Fria” (Zimna wojna – 2018).

Melhor ator:

– Bradley Cooper – “Nasce Uma Estrela”;

– Rami Malek – “Bohemian Rhapsody”;

– Viggo Mortensen – “Green Book: O Guia”;

– Christian Bale – “Vice”;

– Steve Coogan – “Stan & Ollie”.

Melhor atriz:

– Glenn Close – “A Esposa” (The Wife – 2018);

– Lady Gaga – “Nasce Uma Estrela”;

– Olivia Colman – “A Favorita”;

– Viola Davis – “As Viúvas” (Widows – 2018);

– Melissa McCarthy – “Poderia Me Perdoar?” (Can You Ever Forgive Me? – 2018).

Melhor ator coadjuvante:

– Adam Driver – “Infiltrado na Klan”;

– Mahershala Ali – “Green Book: O Guia”;

– Richard E. Grant – “Poderia me perdoar?”;

– Sam Rockwell – “Vice”;

– Timothée Chalamet – “Querido Menino” (Beautiful Boy – 2018).

Melhor atriz coadjuvante:

– Amy Adams – “Vice”;

– Claire Foy – “O Primeiro Homem”;

– Emma Stone – “A Favorita”;

– Margot Robbie – “Duas Rainhas” (Mary Queen os Scots – 2018);

– Rachel Weisz – “A Favorita”.

Melhor roteiro original:

– “A Favorita” – Deborah Davis e Tony McNamara;

– “Guerra Fria” – Janusz Glowacki e Pawel Pawlikowski;

– “Green Book: O Guia” – Brian Hayes Currie, Peter Farrelly e Nick Vallelonga;

– “Roma” – Alfonso Cuarón;

– “Vice” – Adam McKay.

Melhor roteiro adaptado:

– “Infiltrado na Klan” – Spike Lee, David Rabinowitz, Charlie Wachtel e Kevin Willmott;

– “Nasce uma Estrela” – Bradley Cooper, Will Fetters e Eric Roth;

– “O Primeiro Homem” – Josh Singer;

– “Poderia Me Perdoar?” – Nicole Holofcener e Jeff Whitty;

– “Se a Rua Beale Falasse” (If Beale Street Could Talk – 2018) – Barry Jenkins.

Melhor documentário:

– “Free Solo” (Idem – 2018) – Elizabeth Chai Vasarhelyi e Jimmy Chin;

– “McQueen” – Ian Bonhôte e Peter Ettedgui;

– “RBG” (Idem – 2018) – Julie Cohen e Betsy West;

– “They Shall Not Grow Old” (Idem – 2018) – Peter Jackson;

– “Três Estranhos Idênticos” (Three Identical Strangers – 2018) – Tim Wardle, Grace Hughes-Hallett e Becky Read.

Estrela em ascensão (EE Rising Star Award):

– Barry Keoghan;

– Cynthia Erivo;

– Jessie Buckley;

– Lakeith Stanfield;

– Letitia Wright.

Melhor estreante (Diretor, roteirista ou produtor britânico):

– Daniel Kokotajlo (diretor e roteirista) – “Apostasy” (Idem – 2018);

– Michael Pearce (diretor e roteirista) e Lauren Dark (produtora) – “Beast”;

– Chris Kelly (diretor, produtor e roteirista) – “A Cambodian Spring” (Idem – 2016);

– Leanne Welham (diretora e roteirista) e Sophie Harman (produtora) – “Pili” (Idem – 2018);

– Richard Billingham (diretor e roteirista) e Jacqui Davies (produtora) – “Ray & Liz” (Idem – 2018).

Melhor filme em língua não-inglesa:

– “Cafarnaum” (Capharnaüm – 2018, Líbano);

– “Roma” (Idem – 2018, México);

– “Assunto de Família” (Manbiki kazoku – 2018, Japão);

– “Guerra Fria” (Zimna wojna, 2018 – Polônia);

– “Dogman” (Idem – 2018, Itália).

Melhor animação:

– “Homem-Aranha no Aranhaverso” (Spider-Man: Into the Spider-Verse – 2018);

– “Ilha dos Cachorros” (Isle of Dogs – 2018);

– “Os Incríveis 2” (Incredibles 2 – 2018).

Melhor trilha sonora original:

– “Ilha dos Cachorros” – Alexandre Desplat;

– “O Retorno de Mary Poppins” – Marc Shaiman;

– “Nasce uma Estrela” – Bradley Cooper, Lady Gaga e Lukas Nelson;

– “Infiltrado na Klan” – Terence Blanchard;

– “Se a Rua Beale Falasse” – Nicholas Britell.

Melhor direção de fotografia:

– “A Favorita” – Robbie Ryan;

– “Bohemian Rhapsody” – Newton Thomas Sigel;

– “Guerra Fria” – Lukasz Zal;

– “O Primeiro Homem” – Linus Sandgren;

– “Roma” – Alfonso Cuarón.

Melhor edição:

– “A Favorita” – Yorgos Lanthimos;

– “Bohemian Rhapsody” – John Ottman;

– “O Primeiro Homem” – Tom Cross;

– “Roma” – Adam Gough e Alfonso Cuarón;

– “Vice” – Hank Corwin.

Melhor design de produção:

– “A Favorita” – Fiona Crombie e Alice Felton;

– “Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald” (Fantastic Beasts: The Crimes of Grindelwald – 2018) – Stuart Craig e Anna Pinnock;

– “O Primeiro Homem” – Nathan Crowley e Kathy Lucas;

– “O Retorno de Mary Poppins” (Mary Poppins Returns – 2018) – John Myhre e Gordon Sim;

– “Roma” – Eugenio Caballero e Barbara Enriquez.

Melhor figurino:

– “A Balada de Buster Scruggs” (The Ballad of Buster Scruggs – 2018) – Mary Zophres;

– “A Favorita” – Sandy Powell;

– “Bohemian Rhapsody” – Julian Day;

– “Duas Rainhas” – Alexandra Byrne;

– “O Retorno de Mary Poppins” – Sandy Powell.

Melhor maquiagem e cabelo:

– “A Favorita” – Nadia Stacey;

– “Bohemian Rhapsody” – Jan Sewell e Mark Coulier;

– “Duas Rainhas” – Jenny Shircore;

– “Stan & Ollie” – Mark Coulier e Jeremy Woodhead;

– “Vice” (Os nomes dos profissionais não foram divulgados. No site oficial consta apenas “TBC”).

Melhor som:

– “Bohemian Rhapsody” – John Casali, Tim Cavagin, Nina Hartstone, Paul Massey e John Warhurst;

– “Missão: Impossível – Efeito Fallout” (Mission: Impossible – Fallout – 2018) – Gilbert Lake, James Mather, Chris Munro e Mike Prestwood Smith;

– “Nasce uma Estrela” – Steven Morrow, Alan Robert Murray, Jason Ruder, Tom Ozanich e Dean A. Zupancic;

– “O Primeiro Homem” – Mary H. Ellis, Mildred Iatrou, Ai-Ling Lee, Frank A. Montaño e Jon Taylor;

– “Um Lugar Silencioso” – Erik Aadahl, Michael Barosky, Brandon Proctor e Ethan Van der Ryn.

Melhores efeitos visuais:

– “Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald” – Tim Burke, Andy Kind, Christian Manz e David Watkins;

– “Jogador Nº 1” (Ready Player One – 2018) – Matthew E. Butler, Grady Cofer, Roger Guyett e David Shirk;

– “O Primeiro Homem” – Ian Hunter, Paul Lambert, Tristan Myles e J.D. Schwalm;

– “Pantera Negra” – Geoffrey Baumann, Jesse James Chisholm, Craig Hammack e Daniel Sudick;

– “Vingadores: Guerra Infinita” (Avengers: Infinity War – 2018) – Dan DeLeeuw, Russell Earl, Kelly Port e Daniel Sudick.

Melhor curta-metragem de animação:

– “I’m OK” (Idem – 2018) – Elizabeth Hobbs, Abigail Addison e Jelena Popovic;

– “Marfa” (Idem – 2018) – Greg McLeod e Myles McLeod;

– “Roughhouse” (Idem – 2018) – Jonathan Hodgson e Richard Van Den Boom.

Melhor curta-metragem britânico:

– “73 Cows” (Idem – 2018) – Alex Lockwood;

– “Bachelor, 38” (Idem – 2018) – Angela Clarke;

– “The Blue Door” (Idem – 2018) – Ben Clark, Megan Pugh e Paul Taylor;

– “The Field” (Idem – 2018) – Sandhya Suri e Balthazar de Ganay;

– “Wale” (Idem – 2018) – Barnaby Blackburn, Sophie Alexander, Catherine Slater e Ed Speleers.

 

 

Não deixe de comentar!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Útimas de Cinema

Útimos posts