Laboratório Pop

Berlinale 2017: Boyle não decepciona fãs

11 fev 2017 / Sem comentários / em Cinema / por

t2

Myrna Silveira Brandão, especial para o LABORATÓRIO POP, de Berlim

 

“T2 – Trainspotting”, de Danny Boyle, era um dos filmes mais esperados desta 67ª edição da Berlinale, onde foi exibido fora de concurso. Numa prévia para a imprensa, a sessão aconteceu nesta sexta (10) com gente saindo pelo ladrão e ingressos esgotados. Uma grande expectativa para um filme que certamente terá um olhar curioso e atento da legião de fãs da primeira versão.

Lançado em 1996, a trama de “Trainspotting – Sem Limites” se passa em Edimburgo (Escócia) e conta a história de quatro jovens viciados em heroína. O novo filme de Boyle – realizado duas décadas após e também inspirado no livro de Irvine Welsh mostra como a vida destes jovens de Edimburgo se transformou ao longo dos anos.

A sequência foi escrita por John Hodge, indicado ao Oscar pelo roteiro do cultuado original. O roteirista assinou a continuação ao lado de Welsh, autor do livro que deu origem à franquia. O elenco original composto por Ewan McGregor, Johnny Lee Miller, Robert Carlyle e Ewen Bremmer está de volta na sequência.

Se o primeiro filme é sobre a descontração, os erros e a camaradagem da juventude, “T2” é sobre as decepções de envelhecer, as limitações e a necessidade de reconexão. O passado compartilhado desses amigos está entrelaçado em seu presente e é nisso que o novo filme aposta. Na coletiva após a projeção – da qual participou o LABORATÓRIO POP – Boyle contou que há 10 anos tentava tirar “Trainspotting 2” do papel.

“Após o tempo para amadurecer o projeto, acho que o roteiro honra o original. Não é o mesmo filme, mas nem queríamos que fosse”, afirmou o diretor visivelmente satisfeito por ter realizado a sequência. “É muito bom voltar a trabalhar com amigos, em fases diferentes da vida profissional de cada um, ver como evoluíram e como mudaram profissionalmente”, ressaltou, revelando que muitas vezes, durante a preparação do filme, ficou preocupado com a reação dos espectadores. “As pessoas iriam nos crucificar se não gostassem da sequência. Mas é preciso superar os riscos e procurar realizar um trabalho legal”, destacou Boyle, que realizou um ótimo filme e certamente não decepcionará os fãs da cultuada franquia.

Não deixe de comentar!

Útimas de Cinema

Útimos posts