Laboratório Pop

Berlinale: audiência premia Anna Muylaert

14 fev 2015 / 1 comentário / em Cinema / por

equipe-observa-filmagem-em-piscina-de-mansao-no-morumbi-que-foi-transformada-no-set-do-filme-1392680283194_727x500

 

Myrna Silveira Brandão, Especial para o LABORATÓRIO POP, de Berlim

 

O importante prêmio de audiência da Panorama – que está em sua 17ª edição – foi para “Que horas ela volta?”, de Anna Muylaert. A talentosa diretora declarou que estava orgulhosa de ter ganho o prêmio e esperava que o filme ajudasse na divulgação do cinema brasileiro.

 

Estrelado por Regina Casé e Camila Márdila, o filme é a história de Val (Casé), uma empregada doméstica que leva seu trabalho a sério servindo seus patrões ricos em São Paulo. Tudo muda no dia em que sua filha, Jéssica (Márdila), – que morava com a avó no nordeste – chega da cidade natal de ambas para fazer vestibular em São Paulo e altera o equilíbrio de poder na casa.

 

Ambas as atrizes já haviam dividido o prêmio de melhor atriz no último Sundance em janeiro.

 

“Que horas ela volta?” começou seu sucesso aqui desde a sessão de gala de lançamento no dia 08.02, quando foi aplaudido de pé.

 

Na Panorama Documenta, o ganhador foi “Tell spring not to come this year”, de Michael McEvoy.

 

A cerimônia de entrega na Berlinale será neste domingo, dia 15, às 17h, no Cinemax7. Os prêmios serão entregues por Wieland Speck, diretor da Panorama. Após a cerimônia, ambos os filmes serão exibidos.

 

A organização do festival divulgou que houve um total de 31.200 votantes. Neste ano, a Panorama apresentou 52 longas-metragens, de 38 países, dos quais 18 foram exibidos na Panorama Documenta.

 

Enquanto na categoria ficção “Que horas ela volta?” liderou desde o início, na categoria de documentários, e o resultado ficou em suspense até o final.

 

1 comentário:

  1. Chaahra disse:

    g.–It’s public blog cheaglnle time. We all love you for your film writing (obvs), but I’m also a huge fan of your music crit. A while ago–I think in a Pop View comment–you mentioned that Liz Phair’s much-maligned eponymous album was one of your favorite albums of the ’00s. I’m not sure that I’m totally on board with that, but as a fellow admirer of the album I’ve been hoping for a post. As one hasn’t materialized, I’m throwing down. Well, throwing down nicely. Please? Pretty please?

Não deixe de comentar!

Útimas de Cinema

Útimos posts