Laboratório Pop

Laboratório Pop volta em nova versão

10 set 2013 / 1 comentário / em Tecnologia / por

Em setembro de 2003 começava a ser gerido o Laboratório Pop, num quarto da Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. O portal seria lançado em dezembro daquele ano como uma espécie de laboratório para a criação da revista de mesmo nome. “Queríamos entender primeiro que linha editorial seguiríamos. Foi uma espécie de qualitativa online para a revista”, diz o jornalista Mario Marques, que em 2004 lançaria a versão impressa do portal. Na quarta roupagem do portal, agora com dinâmica de blog, o LP celebra 10 anos como um produto cultural da agência LabPop Content, criada em 2010 e cujo nome foi inspirado no site. “A LabPop Content não poderia deixar morrer o site que deu seu nome”, orgulha-se Marques. “O Laboratório Pop é um filho muito querido e não vamos deixá-lo morrer jamais”.

Entre 2003 e 2006 o Laboratório Pop cobriu festivais, promoveu eventos, lançou bandas, jogou olhar sobre novas tendências, criou novos jornalistas e fez parte de um pedaço cult da cultura pop. Meio devagar entre 2007 e 2008, voltou a respirar com a entrada do jornalista Luciano Vianna, que virou sócio de Marques, em 2009. “Foi o ano em que o Laboratório Pop voltou à ativa com força, dentro do portal da Record R7, e com uma pegada mais pop”, lembra Vianna.

A criação da agência em 2010, por Marques e Sérgio Pugliese, novamente pôs o Laboratório Pop no cantinho. Desde então Marques e Vianna pensam num formato adequado aos novos tempos. “Eu sou conectado demais na cultura pop, seja com a Ploc ou com a cultura indie. O Mario se desligou totalmente disso, está 100% concentrado na agência, em outros segmentos. Mas consegui convencê-lo a botar o Laboratório Pop à frente, dentro da LabPop Content”, diz Vianna.

Nesta terça-feira (11), o portal foi ao ar preparadinho para a cobertura do Rock in Rio 2013. “Corremos para isso”, diz Vianna. “E agora vamos voltar a cuidar do Laboratório Pop com o mesmo carinho do começo”, diz Vianna. “Vamos atrás de parceiros para botarmos a marca onde ela deveria estar”.

 

 

 

1 comentário:

  1. Katherine disse:

    when i was pregant peolpe ask school would look at me funny. and teachers also sometimes putme to side and helped other stundents. till this day some teachers dont even bother to help me.at the doctors the doctors wouldnt treat me like any other person. once a doctor was measuringmy stomache and shes like i think your 4 months but ima right down whatever it dont matter.

Não deixe de comentar!

Útimas de Tecnologia

Útimos posts