Laboratório Pop

Sexta é dia de Brecht na Berlinale

7 fev 2019 / Sem comentários / em Cinema

Rodrigo Fonseca
Esqueça o relógio em casa, se decidir encarar um dos projetos mais aguardados do Festival de Berlim .69: nesta sexta, na sala Cinemaxx, serão projetados os 182 minutos de “Brecht”, na leva de atrações hors-concours do evento, que começou nesta quinta. A procura pro ingressos já começou… e a todo vapor. O projeto é concentrado nos bastidores da luta do dramaturgo e poeta alemão Bertolt Brecht (1898-1956) contra as convenções dos palcos e contra a intolerância política da Europa.

Sua vida vai ser condensada em uma minissérie de dois episódios, estimados em cerca de uma hora e meia, de uma produção que promete ser um dos produtos audiovisuais germânicos mais consumidos em 2019. De carona no sucesso mundial de “O jovem Karl Marx” (2017), a produtora Filmstiftung Nordrhein-Westfalen, da Alemanha, deu ao diretor Heinrich Breloer recursos para tirar do papel pesquisas e entrevistas feitas por ele ao longo de quase duas décadas de estudo sobre o autor de “Santa Joana dos Matadouros” (1929). Burghart Klaußner (de “A fita branca”) vive o autor em sua idade adulta, entre 1930 até sua morte, em meio a seu casamento com a atriz Hele Weigel, vivida por Adele Neuhauser.

O galã berlinense Tom Schilling encarna Brecht entre 1916 e 1933, na formação de seu pensamento político. A premiada atriz escandinava Trine Dyrholm (de A Comunidade) integra o elenco central vivendo a fotógrafa e escritora Ruth Berlau.

Aberta com o fofo (mas morno) “The kindness of strangers”, no qual a dinamarquesa Lone Scherfig faz um ensaio sobre a caridade, a Berlinale segue até o dia 17, com 17 longas de ficção à caça pelo Urso de Ouro.

Não deixe de comentar!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Útimas de Cinema

Útimos posts