Laboratório Pop

Berlinale 2020: Hong Sang-soo vai atrás do Urso

25 fev 2020 / Sem comentários / em Cinema

Myrna Silveira Brandão, de Berlim
Fotos de Maria Antônia Silveira Gonçalves e Divulgação

Hong Sang-soo apresentou nesta terça-feira (25) seu novo filme, “The woman who ran”, selecionado para a Mostra oficial desta 70ª edição do Festival de Berlim. O diretor sul coreano concorre ao Urso de Ouro pela quarta vez. Foi indicado em 2008 com “Noite e dia”; em 2013 com “Filha de ninguém”; e em 2017 com “Na praia à noite sozinha”, que deu o prêmio de melhor atriz para Min-hee Kim. Em 2018 Hong foi indicado ao C.I.C.A.E. Award na Fórum com “Grass”.

Seu novo filme segue Gamhee, que, enquanto o marido está em viagem de negócios, encontra três amigas nos arredores de Seul. Elas conversam de maneira amigável, mas existem diferentes correntes fluindo independentemente uma da outra, acima e abaixo da superfície.

Na coletiva após a projeção, Hong começou falando sobre seu filme.

“Eu até poderia decidir sobre o que é o filme, mas parei antes e posso dizer que gosto do sentimento que consegui atingir”.

O diretor é conhecido por filmar sem um roteiro acabado e os atores não tomam conhecimento prévio do script quando são chamados a participar do filme.

“Acho que um filme começa com uma situação, com um argumento que eu escrevo para o produtor. Mas as cenas eu defino na manhã em que serão filmadas, inspiradas nas coisas que acontecem naquele dia”, conta.

“The woman who ran” é o 24º trabalho de Hong Sang-soo e sua sétima colaboração com Kim Min-hee, que protagoniza o filme e é a primeira atriz coreana a ganhar um Urso de Prata em Berlim. A atriz volta a ter um excelente desempenho vivendo Gamhee.

Hong disse que gosta de incluir atores que já estiveram em seus outros filmes.

“Prefiro trabalhar com eles, há uma comunhão e o desejo de ir mais longe, descobrir coisas”, ressalta.

A fotografia segue o viés do filme sempre com as mesmas composições, procurando não iluminar muito os personagens, nem criar climas para o tema. Da mesma maneira, a música está em sincronia com a proposta do diretor.

Há mais dois projetos coreanos em Berlim nesta edição: o thriller de ficção científica “Time to hunt” na Berlinale Special Gala e a instalação de vídeo arte “Porosity Valley 2: Plicksters ‘ Plot” (2019), na Forum: Expanded.

Não deixe de comentar!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Útimas de Cinema

Útimos posts