Laboratório Pop

Jeremy Irons é o presidente da Berlinale

17 jan 2020 / Sem comentários / em Cinema

Myrna Silveira Brandão

O Festival de Berlim anunciou que Jeremy Irons será o Presidente do Júri da mostra oficial da 70ª edição do evento.
Irons – que atualmente pode ser visto como Ozymandias, na série da HBO Watchmen – é um dos atores consagrados de cinema e teatro no cenário mundial.

Em inúmeras produções ele conquistou audiências e críticos, tendo trabalhado com diretores internacionais de renome como Volker Schlöndorff (“Um Amor de Swann – 1984), Louis Malle (“Perdas e Danos” – 1992), Bernardo Bertolucci (“Beleza Roubada” – 1996), Ridley Scott (“Cruzada” – 2005), David Lynch (“Império dos Sonhos – 2006), entre outros.
O ator também tem destaques no teatro incluindo apresentações no West End de Londres e como membro da Royal Shakespeare Company.

Irons volta à Berlinale, onde esteve em 2011 como protagonista de “Margin Call: o Dia Antes do Fim”, de J.C. Chandor que concorreu ao Urso de Ouro na mostra oficial naquele ano; e em 2013 em “Trem Noturno para Lisboa”, de Bille August, exibido fora de competição.

Carlo Chatrian, Diretor artístico do festival disse que a Berlinale está honrada por ter Irons nesta edição de aniversário.

“Com seu estilo diferenciado, Jeremy Irons incorporou alguns personagens icônicos que acompanharam toda a minha trajetória no cinema, me conscientizando da complexidade dos seres humanos. Seu talento e as escolhas que ele tomou como artista e como cidadão me fazem sentir orgulhoso em recebê-lo como presidente do júri da 70ª edição de Berlim”, declarou.

Irons, por sua vez, disse que é uma honra assumir o cargo de Presidente do Júri Internacional do evento.

“A Berlinale é um festival que admiro há muito tempo. Estar em Berlim para o Festival será uma oportunidade não apenas de estar naquela grande cidade, mas também assistir aos filmes deste ano, bem como poder discutir seus méritos com os colegas do júri”, ressaltou o ator de 72 anos.

Três filmes brasileiros já foram selecionados para a programação: “Cidade Pássaro”, de Matias Mariani, na Panorama; “Meu nome é Bagdá”, de Caru Alves de Souza, na Geração; e Apiyemiyeki, de Ana Vaz na Fórum Expanded.

O Festival acontecerá de 20 de fevereiro a 2 de março.

Não deixe de comentar!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Útimas de Cinema

Útimos posts