Laboratório Pop

O mundo mágico da Dreamworks encanta as telas do CCBB

9 abr 2019 / Sem comentários / em Cinema


Rodrigo Fonseca
Fundada em 1994 por Steven Spielberg, Jeffrey Katzenberg e David Geffen e inaugurada em 97 com “O pacificador”, a DreamWorks foi concebida para revolucionar a prática dos estúdios a partir de uma aposta em narrativas de massas pautadas por requinte autoral, tendo nos filmes de animação para a família um diferencial de bilheterias que misturasse neuroses adultas em aventuras juvenis. “Shrek” (2001) foi um desses marcos, tendo inaugurado a categoria de Melhor Longa-metragem Animado na festa do Oscar, em 2002. Parte essencial da história do selo, simbolizado por um menino pescando com as costas na Lua, está sendo revisitada na mostra Fábrica de Sonhos, que vai até o dia 15 no Centro Cultural Banco do Brasil carioca (CCBB-RJ), que exibe “A origem dos guardiões” (2012) nesta quarta, às 17h. Quinta-feira é dia de “Gato de Botas”, produção que trouxe Salma Hayek e Antonio Banderas ao Brasil, em 2011, para promover uma estética à la Zorro. Alexandre Moreno é a voz do herói. A seleção que foi trazida para a retrospectiva valoriza os grandes dubladores nacionais que cederam suas vozes a personagens icônicos, como Mario Jorge fez com o Burro Falante. O desempenho de Lúcio Mauro Filho, o Adam Sandler brasileiro, à frente de “Kung-Fu Panda” (2008), é um marco até hoje, tendo sido elogiada pelo próprio Jack Black quando o longa foi exibido pela primeira vez, no Festival de Cannes, há onze anos. Neste domingo, tem maratona “Madagascar” no evento, incluindo o terceiro tomo da franquia, escrito por Noah Baumbach.

Não deixe de comentar!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Útimas de Cinema

Útimos posts